Com problemas de infiltração no telhado, prédio histórico de Santa Maria será desocupado
12/07/2018 22:14 em Notícias

Colunista Deni Zolin fala sobre os problemas do edifício da SUCV que abriga secretarias da prefeitura

Deni Zolin

 

Devido a problemas de infiltração de água no telhado e de manutenção no prédio da antiga SUCV, na esquina da Venâncio Aires com Rio Branco, a prefeitura de Santa Maria optou por desocupar o edifício dentro de 30 a 40 dias. Segundo o chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, laudos apontam que, além da infiltração da água da chuva, há parte do piso atacada por cupins, vitral quebrado devido a temporal e rede elétrica antiga, além da falta de Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI). Parte desse problemas se deve ao fato de o edifício ter 92 anos e estar há bastante tempo sem manutenção.

Duas empresas se apresentam na licitação do Restaurante Popular

- Ele tem problemas estruturais e que nós estamos avaliando de maneira preventiva a desocupação. Queremos evitar problemas, como ocorreu no Caixeiral. Tem problemas nas calhas e infiltra água no telhado. Chove nas lojas lá debaixo. É um prédio muito velho, não foi dada a manutenção nos últimos 15 anos, e não vamos deixar correr risco. Houve laudos no passado que era preciso ser visto isso. E agora os próprios engenheiros estão estudando isso - afirma Cortez, que garante:

- Não corre o risco de desabar, mas a decisão de governo é de desocupar em 30 a 40 dias, por medida preventiva, para que se façam esses reparos. Queremos resolver isso logo para evitar que não se deteriore mais e para prevenir que não tenha problemas. Além disso, queremos resolver isso antes que se degrade mais e acabe virando como foi o prédio da Casa de Cultura.

REFORMA
Segundo ele, a ideia é fazer a reforma o quantos antes para voltar a ocupar o edifício. Cortez diz que a prefeitura está olhando novos locais para colocar a Secretaria de Educação, que ocupa o 3º andar da SUCV, e a Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer, que fica no 2º andar, além do grupo de 3ª idade Mexe Coração, que faz atividades no Salão de Atos, no 4º andar.

Prefeitura busca parceria privada para a iluminação em Santa Maria

A secretária de Educação, Lucia Madruga, confirma que a medida é por precaução e que estão sendo procurados outros espaços com pelo menos 600 m² para colocar todos os setores da pasta. Segundo ela, está olhando um imóvel por dia, mas ainda não achou um local adequado e com valor compatível.

Lembrando: o prédio histórico era da Sociedade União de Caixeiros Viajantes (SUCV) e foi desapropriado por Schirmer em 2011, quando ele instalou o gabinete do prefeito lá. Quando Pozzobom assumiu, em 2017, transferiu as secretarias para a SUCV.

A informação inicial sobre a desocupação do prédio da SUCV partiu de um leitor, que diz ter votado em Pozzobom, mas não concordar com a postura da prefeitura de retirar as secretarias que ocupavam o 7º andar para instalar o gabinete do prefeito lá. O leitor disse que, com isso, agora será preciso retirar as pastas da SUCV e gastar com aluguel. Realmente, não é o ideal, mas seria pior deixar funcionários trabalharem em um prédio que oferece risco a eles e à população.

Fonte: DIÁRIO DE SANTA MARIA

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE