O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou que pretende concorrer à reeleição em 2020
16/07/2018 07:50 em Notícias

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pretende concorrer à reeleição em 2020, segundo afirmou em entrevista ao jornal britânico Mail on Sunday publicada neste domingo (15).

Embora tenha admitido que “nunca se sabe o que se passa com a saúde e outras coisas”, o magnata de 72 anos confirmou sua intenção de buscar um segundo mandato. “Tenho toda a intenção de fazê-lo. Parece que todo mundo quer isso”, disse ao jornalista Piers Morgan, à bordo do avião presidencial Air Force One. As informações são da emissora internacional de notícias da Alemanha Deutsche Welle.

Desde que tomou posse como presidente, em janeiro de 2017, após derrotar a democrata Hillary Clinton nas urnas, Trump indicou diversas vezes não querer deixar o cargo após quatro anos.

Trump disse não ver nenhum democrata capaz de derrotá-lo nas próximas eleições. “Conheço todos eles, e não vejo ninguém. Eles não têm o candidato adequado”, declarou a Morgan, que se define como um amigo de Trump.

Após participar de uma cúpula da Otan de dois dias em Bruxelas, e se reunir com a primeira-ministra britânica, Theresa May, e a rainha Elizabeth II, o presidente americano passa o fim de semana em um de seus resorts de golfe na Escócia, o Turnberry, na companhia da esposa, Melania. A visita de Trump ao Reino Unido foi marcada por protestos, que reuniram milhares em Londres e em Edimburgo.

Antes de partir para Helsinque, na Finlândia – onde se reunirá com o presidente russo, Vladimir Putin, nesta segunda-feira – Trump quebrou o protocolo da realeza britânica e revelou detalhes da conversa que teve com a rainha Elizabeth sobre o Brexit.

Ela disse – e ela está certa – que é um problema muito complexo. Acho que ninguém tinha ideia do quão complexo seria… Todo mundo pensou que seria: ‘É simples, ou fazemos parte ou não fazemos, ou vamos ver o que acontece’”, disse Trump ao Mail on Sunday.

Trump afirmou que a rainha, de 92 anos, é uma “mulher incrível”. “Ela é tão sábia e tão linda, por dentro e por fora. Gostei muito dela.”

Polêmicas

O presidente causou uma série de polêmicas em sua viagem pela Europa ao longo da semana. Na cúpula da Otan em Bruxelas, ele pressionou seus aliados europeus a aumentar gastos com o setor de defesa e fez duras críticas à Alemanha, acusando o país de ser refém da Rússia.

No Reino Unido, o presidente europeu causou furor com uma entrevista publicada pelo tabloide The Sun em que criticou os planos de May para o Brexit e afirmou que o ex-ministro do Exterior Boris Johnson, que acaba de renunciar ao cargo, seria um ótimo premiê.

Ao se reunir com May, Trump minimizou as críticas, afirmando se tratar de “fake news” e prometendo um acordo comercial com o Reino Unido após o país deixar a União Europeia, em março do ano que vem. Ele descreveu May como uma “mulher incrível”, que faz um “trabalho fantástico” como chefe de governo.

O presidente americano foi cauteloso ao falar de sua próxima parada na Europa, para se reunir com Putin. “Acho que provavelmente podemos nos dar muito bem. Alguém perguntou: ‘Vocês são amigos ou inimigos?’ Eu disse: ‘Bem, é muito cedo para dizer’”, disse Trump ao Mail on Sunday.

Não o conheço. Encontrei com ele um par de vezes, o conheci no G20”, afirmou, em referência à cúpula realizada em Hamburgo no ano passado.

Neste momento, digo que somos competidores, mas para os Estados Unidos e, francamente, também para o Reino Unido e outros lugares, se dar bem com a Rússia e a China e todos esses outros lugares é uma coisa muito boa”, concluiu.

Fonte: O SUL

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE