Atividades culturais marcam as comemorações dos festejos farroupilhas no CAPSi “ O Equilibrista”
14/09/2018 21:16 em Notícias

Almoço festivo e visita ao CTG Sentinela da Querência reuniram profissionais e usuários do serviço de Saúde

O dia 20 de setembro, que marca a Revolução Farroupilha, ainda não chegou, mas para os usuários e profissionais do Centro de Atenção Psicossocial para a Infância e Adolescência (CAPSi) O Equilibrista as atividades alusivas aos festejos farroupilhas já estão ocorrendo. Nesta semana, duas ações reuniram a equipe do local e os usuários do serviço de Saúde.

Na quinta-feira (13), um almoço festivo foi realizado nas dependências do CAPSi. Salsichão, pão e salada estavam no cardápio, que foi servido ao meio-dia para os usuários e seus familiares. Na oportunidade, músicas tradicionalistas, jogos, danças e até laço de vaca parada animaram os presentes.

Já nesta sexta-feira (14), os usuários participaram de uma visita cultural ao Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Sentinela da Querência, no Bairro Camobi. Durante a tarde, os pacientes puderam aprender mais sobre as tradições gaúchas em oficinais onde peões e prendas compartilharam assuntos como a indumentária gaúcha e como cevar um bom chimarrão. Cerca de 30 pessoas entre pacientes, familiares, cuidadores e profissionais do CAPSi estiveram presentes.

Para o coordenador do CAPSi O Equilibrista, Lázaro Marafiga, é de extrema importância as atividades desenvolvidas em ambientes diferentes do CAPSi, pois isto gera um maior envolvimento do paciente com os profissionais, além de fortalecer o tratamento.

“As atividades alusivas à Semana Farroupilha estimulam as crianças, pois trazem a oportunidade para os pacientes conhecerem mais sobre a nossa cultura. Além disso, é uma forma de desenvolver a integração deles com a sociedade, pois saímos de dentro da sala de tratamento”, explica Marafiga.

Conforme a coordenadora cultural do CTG Sentinela da Querência, Jussara Depra Netto, a troca de experiência entre as prendas e peões e os usuários do serviço é muito importante, pois é de interesse do movimento tradicionalista propagar esses conhecimentos para a comunidade.

“Ter a oportunidade de mostrar nossa cultura é muito gratificante para nós”, destaca Jussara.

A tarde terminou em dança e muita diversão, com a apresentação da Invernada Mirim do CTG e uma dança de integração da entidade tradicionalista e os usuários do CAPSi.

 

Texto: Mariana Fontana (Mtb 17.770) e acadêmica de Jornalismo Natalie Aires
Fotos: João Alves (Mtb 17.922)
Superintendência de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE