A carteira de habilitação fica mais cara a partir desta sexta no Rio Grande do Sul
31/01/2019 12:51 em Notícias

O Detran-RS (Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul) informou que, em cumprimento à Lei Estadual 8.109/85 (Lei de Taxas), reajustará os preços dos seus serviços a partir desta sexta-feira (1º). O aumento atinge todas as taxas do órgão no Estado.

O percentual de reajuste é definido pela UPF (Unidade de Padrão Fiscal). Em 2019, a Instrução Normativa RE nº 063/18, da Secretaria da Fazenda do RS, atualizou a UPF/RS para R$ 19,5356, correspondendo a uma variação de 3,86% em relação a 2018. A variação da UPF incide também sobre os serviços prestados pelos centros credenciados (CFCs, CRVAs, CRDs e CDVs), que tiveram os novos valores divulgados por portarias publicadas no Diário Oficial do Estado.

Somando as taxas do Detran-RS com os serviços prestados pelos Centros de Formação de Condutores, o valor da CNH (carteira nacional de habilitação) categoria A (moto) passa de R$1.878,11 para R$ 1.950,51. Para a categoria B (carro), o valor sobe de R$ 2.186,66 para R$ 2.270 e para a categoria AB (moto e carro), o custo, que era de R$ 3.474,74, será de R$ 3.608,54. Para os candidatos que pagarem as taxas até esta quinta-feira (31), ainda incide o valor atual.

Leilões

O Detran-RS vai realizar quatro grandes leilões no mês de fevereiro nas cidades de Santa Maria, Porto Alegre, Lajeado e Gramado. Somando veículos em situação regular e sucatas para desmanche ou reciclagem, serão ofertados 2.458 itens.

Os interessados podem arrematar dois tipos de bens: sucatas para recondicionamento ou reciclagem e veículos com documentação. Os veículos aptos a rodar não possuem restrições policiais e/ou judiciais e são desvinculados de qualquer pendência legal ou financeira.

No dia 6, acontecerá um leilão em Santa Maria, com 813 bens para arremate. Em Porto Alegre, no dia 13, serão oferecidos 553 itens; em Lajeado, no dia 20, serão 347; e em Gramado, no dia 27, um total de 745 itens.

Veículos com documentação

Podem adquirir veículos com documentação pessoas físicas e jurídicas de qualquer natureza. Para arrematar o lote, o comprador deverá apresentar no ato RG, CPF e comprovante de residência, se pessoa física; contrato social ou cópia autenticada, CNPJ, RG e CPF do representante, se pessoa jurídica.

Sucatas

A compra de sucatas somente poderá ser realizada por empresas que atuam como desmanches de veículos, com venda de peças usadas e reciclagem de sucatas registradas no Detran-RS. O calendário completo, bem como os endereços dos locais para visitação dos bens nos dois dias que antecedem os leilões, podem ser conferidos no site www.detran.rs.gov.br.

Fonte: O SUL

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE