O número de mortos na tragédia de Brumadinho subiu para 110, dos quais 71 já foram identificados
31/01/2019 19:42 em Notícias

A Defesa Civil de Minas Gerais informou nesta quinta-feira (31) que aumentou o número de mortos no desastre da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte. Pelo último balanço, são 110 mortos, 238 desaparecidos e 394 identificados. Dos mortos, 71 foram identificados por exames realizados pela Polícia Civil. Também há 108 desabrigados e seis pessoas hospitalizadas.

A PC-MG (Polícia Civil de Minas Gerais) informou que a identificação das vítimas fatais da Barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho, passará, nos casos em que for necessário, a ser feita por comparação de material genético. Até o momento foram coletadas 210 amostras para o exame de DNA, o que corresponde a 108 famílias. Estão sendo coletadas mais de uma amostra por vítima. Outra metodologia é a Odontologia Legal (arcada dentária). A Polícia Civil está em contato com os familiares dos desaparecidos para orientar quanto aos procedimentos. A PC-MG esclarece que, até esse momento, todas as identificações foram realizadas por meio de papiloscopia, que consiste na comparação das impressões digitais entre as fichas do Instituto de Identificação e as coletas no Instituto Médico Legal.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, mais de 360 militares atuam na párea com apoio de 15 aeronaves e 21 cães farejadores. Na quarta-feira (30), chegou uma equipe de Santa Catarina e uma aeronave do Espírito Santo. Há, ainda, 66 voluntários, que atuam entre área seca e a inundada. Estes voluntários são pessoas com qualificação técnica.

Segundo o Corpo de Bombeiros, Aproximadamente 12 milhões de metros cúbicos de rejeitos vazaram da barragem. Em alguns pontos, a profundidade atinge 15 metros, o que exige o emprego de equipamentos específicos.

Delegação de Israel

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, reuniu-se nesta quinta-feira, no 12º Batalhão de Infantaria, em Belo Horizonte, com a delegação de Israel, e homenageou os militares pelo trabalho de resgate realizado em Brumadinho ao longo da semana. Esta quinta-feira foi o último dia de atuação dos israelenses. A tropa formada por cerca de 130 oficiais atuou no resgate às vítimas.

O comandante da delegação de Israel, coronel Golan Vach, agradeceu a hospitalidade encontrada no Estado e pontuou a qualidade dos profissionais das forças de segurança brasileira.

“Pousamos em um país que passou por uma tragédia muito grave. No local descobrimos uma coisa terrível, o grande número de pessoas enterradas na lama. Apesar das dificuldades, encontramos pessoas muito especiais. Os Bombeiros de Minas Gerais, a Polícia, e o Exército formaram um grupo de profissionais dedicados. Com eles, ombro a ombro, trabalhamos juntos para salvar vidas e achar desaparecidos”, disse.

Bolsa Família

A secretária de Estado de Impacto Social de Minas Gerais, Elizabeth Jucá, anunciou a antecipação do pagamento do Bolsa Família aos beneficiários do programa que vivem no município de Brumadinho. Atualmente, em Brumadinho, são cerca de 1.506 famílias inscritas no programa. Os pagamentos têm início sempre em meados de cada mês. Em fevereiro, por exemplo, começaria no dia 15 e se estenderia até o dia 28, dependendo da inscrição no Número de Identificação Social (NIS). Com a medida, os beneficiários poderão sacar o dinheiro a que têm direito sem precisar seguir o calendário definido pelo Ministério.

Fonte: O SUL

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE