Diretora, roteirista, poeta e pintora, a mineira Maria Coeli chegou cedo a Brasília e aqui, com sua arte, debruçou seu olhar sobre a cidade e seus personagens.  No cinema, dirigiu documentários sobre o surgimento de algumas cidades satélites, fez filmes sobre nomes importantes ligado à construção da nossa capital, como Athos Bulcão, Anísio Teixeira, Anna Bernardes e Honestino Guimarães.

Ela se diz marginal. Para ela, escrever é relaxante, mas incomoda, porque "mexe em lembranças adormecidas". Lançou cinco livros de poesia, entre eles o É triste, mas não é de soluçar, de 2011, e o mais recente Liberdade é, pela Editora Maria Cobogó, em 2019.

No programa, ela brinda o ouvinte com suas sugestões musicais para falar de suas múltiplas artes: Luar do Sertão (Catulo da Paixão Cearense), Smile (Charles Chaplin), She loves you (Beatles), Bola Rebola (Anitta) e Imagine (Beatles)

Produção: Caio Guedes

Apresentação: André Amaro

Deixe seu Comentário