No século 21, as brasileiras ainda recebem menos que os homens ao ocupar cargos iguais. E ocupam menos posições de liderança, apesar de terem, em média, mais anos de estudo. Políticas de igualdade de gênero têm um grande impacto nas carreiras dessas mulheres, para que elas não sejam impedidas de crescer e chegar até o alto escalão. Na pandemia, cresce o desemprego e a fome. As mulheres pretas são as mais vulneráveis, juntamente com as indígenas. Esses são os temas desse programa que conta ainda um pouco da história inspiradora de uma mulher que marcou a Cultura no Brasil. Grande atriz, dona de muitos outros talentos, Cacilda Becker faria cem anos em 2021.

Entrevistas nesta edição: Vanessa Sampaio, gerente de projetos da ONU Mulheres; Ângela Beatriz de Assis, diretora-presidente da BrasilPrev; Claudia Mancebo, secretária de administração do Tribunal de Contas da União, Iêda Leal, coordenadora nacional do Movimento Negro Unificado; Maria Betânia Mota de Jesus, secretária-geral do Movimento de Mulheres Indígenas do Conselho Indígena de Roraima; Luís André do Prado, jornalista e escritor. A deputada Vivi Reis (Psol-PA) e a deputada licenciada Carmen Zanotto (Cidadania-SC).

Produção: Cristiane Baker

Reportagem: Cynthia Sims, Paula Bittar e Andre Amaro

Trabalhos Técnicos: Heverson Gonçalves

Apresentação e Edição: Vera Morgado

Deixe seu Comentário