Governo do Rio Grande do Sul pretende vender mais ações do Banrisul
12/06/2019 13:29 em Notícias

Com nova oferta nesta quarta-feira, o Piratini pretende vender mais ações do Banrisul. O comunicado foi divulgado ao mercado financeiro nesta manhã e ressalta que serão ofertadas ações ordinárias até o limite da manutenção do controle acionário do banco. O governo do Estado é acionista majoritário da instituição financeiraEm leilão realizado em abril, a venda de lote residual de 2.056.962 ações PNB (sem direito a voto) do banco do Estado foi concluído com preço de venda a R$ 24,10.  O momento favorável para a realização da operação na Bolsa de Valores garantiu resultado acima da expectativa inicial. O valor bruto da operação chegou a R$ 49,5 milhões. A alienação foi previamente aprovada pelo Conselho Diretor do Programa de Reforma do Estado (CODPRE).

Confira o comunicado completo do banco estatal

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. (“Banrisul”), em atendimento à Instrução da Comissão de Valores Mobiliários nº 358, de 3 de janeiro de 2002 e ao Parágrafo 4º do Artigo 157 da Lei nº 6.404 de 15 de dezembro de 1976, comunica aos seus acionistas e ao mercado haver sido informado pelo Estado do Rio Grande do Sul (o “Controlador”) sobre interesse na realização de oferta pública envolvendo ações excedente de controle.

A oferta abrangerá ações ordinárias até o limite da manutenção do controle acionário. O Banrisul manterá seus acionistas e o mercado informados sobre quaisquer novos fatos
atinentes à matéria em questão.

A Secretaria Estadual da Fazenda não anunciou quantas ações serão vendidas. Em nota, a Pasta confirmou o comunicado do banco. 

Confira a nota da Sefaz

Tendo em vista a autorização do Conselho Diretor do Programa de Reforma do Estado (CODPRE), do último mês de maio, o governo do Estado esclarece que contratou o Banrisul para a coordenação de propostas de eventual colocação do excedente acionário do banco mediante oferta pública de ações.

Reforça também que não há nenhuma operação aprovada neste momento e que somente estão sendo feitas análises coordenadas pelo Banrisul de uma eventual operação.

Nos termos da legislação vigente para companhias abertas (regulada pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM), o Banrisul manterá o mercado formalmente ciente de qualquer avanço. Qualquer iniciativa neste sentido, necessariamente, será objeto de futura deliberação pelo CODPRE.

Como uma possível oferta abrangeria ações ordinárias até o limite da manutenção do controle acionário, o Estado reafirma a manutenção do controle público do Banrisul.

Fonte: CORREIO DO POVO.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE