Segundo a prefeitura, os alunos serão divididos em dois grupos.

O retorno das aulas será para alunos do 6º ao 9º ano.

Escolas Municipais de Coronel Fabriciano retomarão as aulas nesta segunda-feira (25) Prefeitura de Coronel Fabriciano/Divulgação O prefeito de Coronel Fabriciano, Marcos Vinícius Bizarro (PSDB), confirmou nesta sexta-feira (22), o retorno das aulas presenciais em escolas municipais da cidade a partir desta segunda-feira (25).

De acordo com a prefeitura, os alunos serão divididos em dois grupos.

Um deles com aulas segunda, quarta e sexta-feira; o outro terça e quinta-feira, invertendo a ordem na segunda semana.

Em 14 dias, a Secretaria de Governança Educacional fará uma avaliação do impacto da medida para decidir, em conjunto com a Secretaria de Governança da Saúde, se manterá as aulas ou suspenderá novamente. “Tudo vai depender dos números de evolução da pandemia com aumento de casos no município e da avaliação de toda a comunidade escolar.

Se todos entenderem que teremos que recuar, recuaremos sem problemas”, disse Carlos Alberto Serra Negra, Secretário de Governança Educacional. O retorno às aulas em Coronel Fabriciano foi debatido com o sindicato da categoria, diretorias das escolas e com os professores.

A secretaria reuniu grupos pequenos de profissionais para apresentar e discutir as medidas viáveis para o funcionamento.

De acordo com ao município, nas duas primeiras semanas retornarão às aulas cinco escolas que oferecem ensino do 6º ao 9º ano.

São elas: Escola Municipal Argeu Brandão Escola Municipal Paulo Franklin Escola Municipal Nicanor Ataíde Escola Municipal Maria das Graças Ferreira Escola Municipal da Conceição Ataíde De acordo com o prefeito, as escolas e a Educação de Jovens e Adultos (EJA) do segundo segmento somam, juntas, 1484 alunos.

Segundo ele, com o rodízio das turmas, os alunos poderão permanecer com o distanciamento recomendado dentro das salas.

“Todos os estudantes também vão ganhar máscaras laváveis e reutilizáveis, usar álcool em gel ao entrar nas escolas e passarão por medição de temperatura corporal diariamente.

Quem apresentar febre será encaminhado à rede de saúde e não poderá frequentar as aulas até se curar, mesmo que não seja Covid-19”, explicou o prefeito. A Secretaria de Governança Educacional esclareceu em nota que “a decisão está amparada em Decreto Municipal e foi aprovada em audiência do Comitê Gestor de Crise Covid-19”.

De acordo com o Ministério Público, o órgão vai intervir na decisão do município.

A prefeitura passou os detalhes das medidas preventivas que foram aprovadas.

Casos de Covid-19 De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira, o município tem 29 casos confirmados da doença.

Desses, oito foram curados. Ainda segundo o boletim, são investigados 722 casos suspeitos e outros 463 foram descartados.

Só no mês de maio, foram confirmados 23 pacientes com a doença. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.