Ocorrências foram registradas no Jardim Humberto Salvador e renderam advertência e multa de R$ 1,5 mil às moradoras envolvidas.

Aves silvestres eram mantidas irregularmente em cativeiro em Presidente Prudente Polícia Militar Ambiental A Polícia Militar Ambiental apreendeu cinco aves silvestres que eram mantidas irregularmente em cativeiro em duas residências no Jardim Humberto Salvador, em Presidente Prudente (SP), nesta sexta-feira (31). Na primeira ocorrência, os policiais faziam patrulhamento pelo bairro e constataram que havia em uma residência duas gaiolas, cada uma delas com uma ave da espécie papagaio-verdadeiro. A moradora do imóvel, uma mulher de 56 anos, informou aos militares que possuía os pássaros a título de estimação e que não tinha autorização para mantê-los em cativeiro. Ela, então, recebeu um auto de infração ambiental na modalidade de advertência. Em outra residência também no mesmo bairro, os policiais localizaram três aves silvestres da espécie coleirinho em três gaiolas. A moradora do imóvel, uma mulher de 59 anos, também não tinha autorização para criar as aves em cativeiro, o que lhe gerou um auto de infração ambiental no valor de R$ 1,5 mil. As aves foram apreendidas e serão destinadas à Associação Protetora dos Animais Silvestres (Apass), em Assis (SP). Aves silvestres eram mantidas irregularmente em cativeiro em Presidente Prudente Polícia Militar Ambiental Aves silvestres eram mantidas irregularmente em cativeiro em Presidente Prudente Polícia Militar Ambiental Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.